Filtros de ar – Como cuidar

Cuidados com o Filtro

Filtros de ar – Como cuidar

Os filtros de ar são essenciais para garantir o bom funcionamento do motor e a maior vida útil dos equipamentos, principalmente dos que operam em locais com alta incidência de poeira, como pedreiras e canteiros de obras. Isso ocorre porque eles retêm as partículas em suspensão no ar e evitam que esses contaminantes sejam admitidos na câmara de combustão, o que pode ocasionar diversos problemas ao bom funcionamento.

 

LP Trator Filtros

 

Os fabricantes de filtros não aprovam que o usuário faça sua limpeza no campo, mas essa recomendação nem sempre é seguida. Em muitas operações, os profissionais de manutenção têm utilizado o ar comprimido em baixa pressão com sucesso para a remoção dos resíduos de contaminantes (poeira, fuligem, silício etc.). Esse tipo de procedimento, todavia, pode danificar seriamente o filtro e afetar seu desempenho se for realizado de forma incorreta. Além disso, a limpeza do filtro com ar comprimido implica o imediato cancelamento da garantia oferecida pelo fabricante do produto.

A justificativa dos fabricantes é que, ao ser aplicado qualquer tipo de pressão, esforço ou jato de ar sobre o meio filtrante, as microfibras que o compõem podem sofrer uma ruptura permanente e imperceptível a olho nu. Com isso, os contaminantes de menor tamanho poderão passar pelo filtro e chegar até o motor, onde vão atuar no desgaste de seus componentes internos até ocasionar sua parada. Se mesmo assim, o usuário optar pela limpeza do filtro de ar, deve seguir os passos recomendados no quadro da página seguinte.

Problemas com saturação

Uma partícula de apenas 2 μm (1 micrômetro equivale a um milésimo de 1 mm) presente no motor é o suficiente para causar um desgaste prematuro da superfície das peças. Já as partículas menores que 2 μm, ainda que menos nocivas, podem se infiltrar facilmente entre as peças móveis e causar desgaste por abrasão. As mesmas partículas podem se acumular e atrapalhar a alimentação de ar no processo de combustão.

Esse problema pode ocorrer devido à saturação do filtro com contaminantes, situação que impede a passagem da quantidade correta de ar para a combustão. Apesar de cada motor possuir uma especificação própria, especialistas afirmam que, em média, para cada volume de diesel, são necessários cerca de 1.250 volumes de ar para assegurar uma combustão eficiente. Se houver uma taxa de alimentação desbalanceada, o motor vai apresentar uma redução considerável na potência, além de consumir mais combustível, emitir fumaça preta pelo escapamento e apresentar dificuldade em dar a partida.

Fonte: Revista MT

Compartilhe esse Publicação